A Vida de David Gale

novembro 3, 2008

 

A primeira vez que assisti A vida de David Gale (2003) sai perplexo do cinema. Não só havia visto um filme que trazia uma questão difícil de se posicionar (a pena de morte), como também apresentava todos os aspectos de um grande filme. Na época, fiquei chocado pela forma que os acontecimentos vão se dando e pelo dramático final. As atuações de Kevin Spacey e Kate Winslet eram soberbas e a discussão em torno do longa-metragem levanta inúmeras questões que nunca tinham passado pela minha cabeça.

Foi com essa imagem que esse final de semana fui rever a obra. Precisava lembrar de detalhes do filme. Foi estranho e decepcionante. Aquele entretenimento intenso e com profundas discussões havia desaparecido. Em seu lugar, uma história piegas sobre um professor de filosofia que deseja provar como a pena de morte é falha tomou o lugar. Durante o tempo de projeção, embora seja o assunto principal e motivo da obra, não vi reflexões sobre a validade ou não desse poder único que se pode dar a um Estado: o direito de tirar legalmente a vida de alguém. A história se passa no Texas, estado americano que mais mata, chegando a ser responsável por 50% das execuções feitas nos EUA.

Decepcionado por ter perdido aquela obra que tanto gostava, fui atrás de algo que trouxesse, dentro de um programa de entretenimento, uma razoável discussão sobre a pena de morte. Encontrei um episódio de uma série de advogados chamada Justiça Sem Limites (Boston Legal). É o episódio final da primeira temporada e trata da defesa de um negro com Q.I de 80, que não sabe se cometeu o crime e foi coagido a confessar, no Texas. A atuação de Alan Shore (James Spader), o defensor do réu, é esplêndida.

Assim, para quem deseja acompanhar esse episódio, deixo alguns links em que você pode baixar o programa.

Boston Legal – 1×17 Death be not proud (Seasson finale) – Megaupload – Sendspace

 

Anúncios